Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Dia da Criança

por misskarma, em 05.06.14
O que fizeram com os vossos filhos, irmãos no dia da criança?
Eu tenho a sorte incrível de ter com esta idade um irmão de 4 anos. Que ainda por cima, é a criança mais espectacular do mundo! Não, não digo isto por ser o meu irmão... E facilmente provaria isto com um vídeo dele... Para além de ser uma criança muito fofinha, muito querida, muito feliz, tem um sentido de humor muito desenvolvido. Percebe muito bem as piadas que dizemos e faz ele próprio piadas! Já sabe como fazer associações de ideias para ter graça, faz ironias, trocadilhos. Eu sei que vão achar que estou a exagerar, mas daqui para a frente vou publicar no blogue alguns desses momentos.
Mas continuando... O dia da criança este ano cruzou-se com Serralves em Festa, então, no fim de semana, saí com ele de manhã e só voltamos à hora de jantar. É incrível a quantidade de coisas giras que há para os putos. Eu diverti-me tanto quanto ele! Uhm... E agora ao dizer isto percebi uma coisa que ele me disse há dois fins de semana... Há uns dias ía com ele no carro para deixá-lo em casa do meu pai, e perguntei: Então amor? Brincaste com os brinquedos de médico que eu te dei no outro dia (um kit com estetoscópio, pinça, tesoura, curitas etc)? E ele: Não... Eu: Porquê? Ele: Não tenho com quem brincar. Eu: Entao? Podes brincar com a mamã e com o papá, a fazer de conta que és o médico. Ele: Mas os adultos não querem saber de brincar, só querem saber de ver televisão. Eu: Não, os adultos também brincam, eu brinco contigo. Ele: Pois, os adultos não gostam de brincar, por isso temos que brincar nós... E eu fiquei a pensar naquilo... Dias depois, estavamos a falar de um menino que mora lá na rua, que tem para aí 10 anos. E ele, explicou-me que ele não era tão pequeno como ele, que era assim como eu! Ahahaha! Ou seja, para o meu irmão, eu ainda sou criança. Eu brinco imenso com ele, entro nas palhaçadas todas, invento brincadeiras, ando de baloiço, faço de conta (que é uma expressão que ele adora e está sempre a utilizar), e por isso para ele eu devo ser maior que ele, claro, mas não tão grande como os outros adultos. Achei graça. Desculpem este à parte de novo.
Começamos no Palácio de Cristal. Chegamos de manhã. Havia tantas actividades (todas GRA-TUI-TAS!) para as crianças! Andou em insufláveis, de bicicleta, em karts, fez jogos, desenhos, pinturas faciais, jogou futebol, ufa! Almoçamos lá, porque também havia bancadas de salgadinhos (bons e baratos), ele adorou! No meu tempo será que não havia nada disto, ou os meus pais não me levavam?
No dia seguinte, fomos para Serralves, passeamos pelos jardins, fizemos brincadeiras, desenhos, jogos, vimos o museu (uma grande m... as exposições que lá estavam... Diz assim o meu irmão: olha este desenho, tudo riscado, tudo feio... Oh pá e era! Não teve piada nenhuma, tirando dois ou três, o resto era tudo uma treta).
E ainda houve tempo de ir ao Sr. de Matosinhos, andar nos carrosséis e comer pão com chouriço!
Foi um verdadeiro fim de semana da criança. No domingo à noite, antes de o levar a casa, eu estava de rastos... Perguntei-lhe: Então tás cansadinho não tás? Ele: Não! Mas 5 segundos depois adormeceu no carro!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:26



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D